Feijão com larvas matou 10 pessoas em SP: verdade ou mentira?

  • Início
  • Matérias
  • Feijão com larvas matou 10 pessoas em SP: verdade ou mentira?
Feijão com larvas

Corre em forma de áudio e texto no WhatsApp e Facebook, um alerta informando que lotes de Feijão com larvas mataram 10 pessoas em SP e estaria deixando dezenas de outras com sintomas fortes de diarreia, dor de cabeça, vômito e mal estar e por isso as pessoas estariam sendo erroneamente tratadas como se fosse uma virose comum. O alerta ensina a matar os bichinhos do feijão deixando o feijão de molho no vinagre por 20 minutos antes de cozinhá-lo, mas até que ponto essas informações são verdade? O Grupo Receita Toda Hora foi atrás de respostas.

FeijÃO Com Larvas

FEIJÃO COM LARVAS MATOU 10 PESSOAS EM SP: VERDADE OU MENTIRA?

Quem faz feijão, sabe que é bem comum aparecerem uns furinhos neles, vez por outra algumas larvas e até insetos alados como traças e besouros. São os chamados carunchos. Em 2009 o alerta era mais incrível ainda, se referia a uma contaminação dos feijões por larvas do barbeiro, cujos protozoários, que transmitem doença de chagas, seriam resistentes à água fervente, o que é uma mentira, pois a Doença de Chagas é transmitida pela picada do inseto Barbeiro infestado pelo protozoário Trypanossoma Cruzi. Não tem a menor chance de uma pessoa pegar Doença de Chagas comendo feijão cozido.

Publicidade

AS LARVAS DE FEIJÃO MATAM?

Os carunchos são bichinhos que podem ser encontrados dentro dos armários da cozinha alimentando-se de produtos como arroz, feijão, farinha, grãos, macarrão, entre outros.

Apesar de existirem cerca de 600 espécies de besouros e larvas que podem atacar alimentos armazenados, elas não fazem mal para a saúde e as larvas morrem completamente após o cozimento. Claro que nem por isso iremos cozinhar feijão ou qualquer outro alimento com uma infestação muito grande de larvas. Nesses casos, é melhor descartar o produto.

Se a infestação de carunchos não for muito grande é possível se livrar deles, na hora de usar, apenas cobrindo com água a vasilha e escorrendo algumas vezes, pois os carunchos boiam e são eliminados com alguma facilidade.

COMO DEVEMOS PREPARAR O FEIJÃO ANTES DE CONSUMÍ-LO?

É recomendável deixar feijões e outros grãos de molho por cerca de 12 horas. Quando você deixa o feijão e outros grãos de molho, além de cozinhá-lo em menos tempo, evita que quem consumí-lo se sinta incomodado com a maior formação de gases depois da refeição. Isso porque o feijão contém oligossacarídeos, que nosso organismo não consegue digerir, e, no intestino, é fermentado por bactérias, causando flatulência.

Para evitar o problema, o ideal é lavar os grãos e deixá-los de molho durante a noite, para cozinhá-los com outra água no dia seguinte. Esse procedimento ajuda a eliminar os oligossacarídeos. Agora o vinagre? Coloque se você quiser. As pesquisas não dizem nada de sua eficácia no combate às possíveis larvas existentes nos feijões, mas não dizem que é prejudicial, então fica ao seu critério.

Resumindo: Feijão contaminado com bichos mata 10 pessoas em São Paulo? O alerta é falso, mas é recomendável deixar os grãos de molho por pelo menos 12 horas para evitar gases e problemas gastro-intestinais.

Veja Também: Não Cozinhe a Caixa de Leite Condensado, dizem os Especialistas

Fonte: Verdade Absoluta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante:
Este site faz uso de cookies que podem conter informações sobre os visitantes.