Gelatina de caipirinha

Gelatina de caipirinha

A receita de Gelatina de caipirinha é bem fácil de fazer! Tenho certeza que vai agradar todos seus amigos. Ideal para aquela festinha ou churrasco onde quer fugir das bebidas tradicionais como cerveja e caipirinha de limão.

Gelatina de caipirinha
Imprimir
Autor:
Tempo de preparo:
Tempo de Cozimento/Forno:
Tempo Total:
Porções: 0 porções
Ingredientes
  • 10 ml de Perrier®
  • 2 folhas de gelatina
  • Café Nespresso Dulsão do Brasil
  • Raspas de limão Tahiti
  • Caipirinha:
  • 50 ml de Leblon Premium Cachaça
  • 20 ml de Marie Brizard Sugar Cane Syrup
  • 30 ml de suco de limão Tahiti
  • Utensílios:
  • 1 molde para gelatina a desejar
  • 1 colher de degustação
Como fazer
  1. Coloque duas folhas de gelatina na água fria
  2. Aqueça a caipirinha e 10 ml de Perrier®, sem deixar ferver, evitando criar bolhas
  3. Escorra a folha de gelatina e incorpore na mistura ainda quente
  4. Misture delicadamente até dissolver e deixe resfriar por 10 minutos
  5. Coloque no molde e resfrie durante uma hora para solidificar a gelatina
  6. Prepare o Café Nespresso Dulsão do Brasil
  7. Coloque num prato um shot de Perrier®, o café e a gelatina servida em uma colher de degustação com raspas de limão Tahiti
  8. Deguste nesta ordem
  9. Informações Adicionais
  10. Créditos: Perrier. A ousadia proposta pela cozinha molecular chegou também ao universo das bebidas. O termo “mixologia molecular”, empregado para designar o preparo de drinks com texturas, sabores e até formas diferenciadas, ganha apreciadores e especialistas mundo afora. Antenada com o interesse crescente pelo tema, a mais vanguardista das águas, a francesa PERRIER®, convidou Rogério Rabbit, um dos 10 melhores bartenders e mixologistas do mundo segundo o IBA (International Bartenders Association), para desenvolver no Brasil drinks exclusivos. Graças a esta técnica – que consiste na utilização de reagentes químicos para modificar o estado e textura das bebidas– espumas, gelatinas, esferas e mousses formam coquetéis inusitados. O resultado são drinques diferentes e ousados, mas que ainda preservam o sabor dos ingredientes utilizados. A riqueza e estabilidade das bolhas de PERRIER® fazem dela o ingrediente ideal para o preparo de coquetéis. Suas bolhas estimulam as papilas gustativas enaltecendo o paladar de bebidas com teor alcoólico. É o substituto perfeito das sodas, graças ao seu equilíbrio organoléptico complexo. Além disso, o baixo conteúdo mineral de PERRIER® não altera o sabor das bebidas. História da mixologia molecular O termo “mixologia” surgiu nos Estados Unidos no final do século 19 e popularizou-se em Londres nos anos noventa. Conforme a Europa se abria para os países anglo-saxões, inúmeros chefs fizeram o intercâmbio de informações e técnicas o que acabou levando a “fusion cuisine”. No mundo dos coquetéis não foi diferente, os barmen começaram a usar esse método, criando novas formas de apresentar e servir. No Brasil a mixologia molecular ainda é novidade e apenas alguns profissionais dominam as técnicas desta arte e as utilizam em seus drinques.

Fonte: Tudo Gostoso

Deixe um Comentário

Avalie esta receita:  

Compartilhe com um amigo